Envie para a equipe do sma possíveis erros que existirem nesta página:

Os produtos apresentados nesta página são gerados e disponibilizados de forma automática pelo Centro de Previsão de Tempo e Estudos Climáticos (CPTEC/INPE) a partir de dados provenientes do National Oceanic and Atmospheric Administrations (NOAA), atualizados semanalmente nesta seção. As figuras abaixo representam a variação espacial dos valores de anomalia das Temperaturas da Superfície do Mar (TSM) observado na última semana para as regiões dos oceanos Atlântico, Pacífico e demais áreas do globo. As áreas em tons azuis representam águas superficiais mais frias que a média histórica dos últimos 30 anos (anomalia negativa), e as cores variando do amarelo ao vermelho indicam águas mais quentes que o normal (anomalia positiva).


Neste curto período, observou-se o aumento do sinal de resfriamento das águas superficiais sobre a região do Niño 1+2 com valores de anomalia de até 3˚C abaixo do normal e a manutenção dessas anomalias numa extensa faixa que se estende desde a longitude de 160˚E até o centro-leste do Pacífico. Esse cenário é favorável para continuação do La Niña. Nas demais áreas do Pacífico, a situação ainda reflete para águas mais aquecidas e ao longo do litoral sul do Brasil, o cenário oceânico é de predomínio de TSMs em torno da normalidade.