Envie para a equipe do sma possíveis erros que existirem nesta página:

Resumo da Previsão Climática de Temperatura e Precipitação

Análise Realizada em 23 de Junho  de 2017, às 15h15min

Para a região de atuação do Grupo ABC, o consenso das previsões climáticas indicam:

1) PRECIPITAÇÃO PLUVIAL:

Após este período de dias sem chuva, a climatologia da região indica uma probabilidade crescente de excedentes de chuva a partir do mês de setembro.

Para o mês de JULHO/2017, as projeções indicam maior probabilidade de precipitação acumulada variando entre a média e acima da média climatológica;

Para os meses de AGOSTO e SETEMBRO/2017 são esperados volumes mensais de precipitação pluvial um pouco abaixo da média climatológica para essa época do ano;

As chuvas deverão ocorrer de forma mais espaçada, sendo provocadas principalmente pela passagem de frentes frias e sistemas de baixa pressão atmosferico que se tornam mais frequentes, porém menos duradouras;

Climatologicamente, durante o trimestre de JUL-AGO-SET ocorre a redução gradativa dos valores mensais de precipitação em toda a região de atuação das Cooperativas ABC, acarretando na ocorrência de veranicos que corresponde a períodos de dias consecutivos sem chuva, superiores a 10 dias (veranicos) com maior probabilidade nos meses de Julho/Agosto a região fria (Cfb) e Agosto na região quente (Cfa) do Grupo ABC;

Após este período de dias sem chuva, a climatologia indica probabilidade crescente de excedentes pluviométricos a partir do mês de setembro.

2) TEMPERATURA MÉDIA DO AR:

Segundo a climatologia regional, cresce o risco para ocorrência de temperaturas mínimas inferiores a 3ºC, com maiores probabilidades a partir da primeira semana de JUN-JUL para a região fria (Cfb) e primeira semana de JUL na região quente (Cfa) do Grupo ABC.

Uma maior probabilidade dos valores mensais de temperatura média do ar fiquem entre a média a ligeiramente acima da média climatológica nos meses de JULHO e SETEMBRO /2017. Em AGOSTO, espera-se médias mensais próximo a média climatológica;

A previsão não descarta a possibilidade de algumas ondas de frio intensas neste trimestre, porém a frequência será menor que o registrado no mesmo período do ano passado;

Esse trimestre caracteriza-se pela incursão de massas de ar frio decorrentes do sul do continente, que provocam a queda acentuada das temperaturas do ar e formação de geadas em várias cidades da região do Grupo ABC.

A climatologia regional indica o risco crescente para ocorrência de temperaturas mínimas inferiores a 3ºC, com maiores probabilidades no mês de Julho tanto para região fria (Cfb) como para região quente (Cfa) do Grupo ABC. Porém geadas tardias também poderão ser observadas em Setembro.

Para a região de atuação da BWJ e Frísia-Tocantins , o consenso das previsões climáticas indicam:

1) PRECIPITAÇÃO PLUVIAL:

Climatologicamente, as chuvas ficam cada vez mais escassas durante o referido trimestre.

Para os meses de JUN-JUL-AGO/2017, a previsão indica maior probabilidade das chuvas ocorrerem dentro da normal a um pouco abaixo da normal climatológica, devido a configuração de algumas massas de ar seco e quente, principalmente nos meses de agosto e setembro, que por sua vez, deixarão o tempo mais seco aumentando o risco de queimadas na região.

Climatologicamente, as chuvas são bem escassas durante o referido trimestre, causando a redução brusca dos percentuais de umidade relativa do ar em praticamente toda a região de atuação da BWJ e Frísia no estado do Tocantins.

2) TEMPERATURA MÉDIA DO AR:

Uma maior probabilidade de que os valores mensais de temperatura do ar fiquem ligeiramente acima do padrão climatológico durante o trimestre de JUL-AGO-SET/2017 sobre os diferentes setores das regiões de atuação da BWJ e Frísia no estado do Tocantins;

Acesse na homepage do smaABC a opção Climatologia e depois Riscos Climáticos e conheça os ricos climáticos para cada região!